NOTÍCIAS

ACIP


6 dicas para os pequenos negócios que ainda estão atendendo

ÚLTIMAS

NOTÍCIAS

Com mais de 2,5 milhões de pequenos negócios, o setor do varejo enfrenta uma das maiores crises da história, em virtude da expansão da Covid-19 no país. Mesmo com o decreto federal que determinou o fechamento de muitos desses estabelecimentos comerciais, existe um grande número deles ainda funcionando, autorizados pelos governos estaduais e municipais por abastecerem a população com itens básicos como alimentos, remédios, dentre outros de extrema necessidade.

Preocupado com esses negócios que estão em atuação, o Sebrae preparou uma série de dicas para os pequenos negócios que ainda permanecem abertos ao público. O gerente da Unidade de Competitividade do Sebrae, César Rissete, enfatiza que o cenário atual é inédito, inesperado e requer todos os cuidados para conter a crise. “É um momento de alerta geral em todo o mundo, especialmente para os negócios que estão em funcionamento. Os empreendedores que tiverem dúvidas não podem hesitar em pedir ajuda, o Sebrae está totalmente mobilizado para atender às demandas”, alertou.

Confira as dicas elaboradas para aqueles comércios que estão em funcionamento:

1º Proteja sua equipe: nesse momento de grande propagação do Coronavírus, é importante que todos os funcionários disponham de matérias de proteção, como álcool em gel, máscaras e luvas. Além disso, faça reuniões reforçando a necessidade de que sejam mantidos cuidados redobrados com a higiene pessoal. Seja o mais didático possível. A saúde da sua equipe é fundamental também para a saúde do seu negócio.

2º Reinvente seu negócio: caso ainda não trabalhe com vendas online e delivery essa é a hora de implementar o serviço. Uma comunicação direta e objetiva nas redes sociais será fundamental para divulgar a novidade. Inspire-se em casos de sucesso.

3º Inove dentro da crise: reveja o horário de funcionamento do seu estabelecimento comercial. A depender do movimento de clientes, você pode estender o horário de funcionamento e controlar quantas pessoas fazem as compras para evitar aglomerações. As filas também devem respeitar a distância mínima de 2 metros entre as pessoas. Outro ponto importante: os clientes precisam perceber que os cuidados necessários estão sendo tomados no seu negócio. A confiança é fundamental para a fidelização.

4º Reveja seus gastos fixos: é possível que seu faturamento não seja afetado, de acordo com o produto que é vendido, porém o momento pede uma revisão nos gastos fixos. Corte o que for dispensável nesse momento.

5º Renegocie: muitas instituições financeiras já estão abertas a renegociação de prazos, taxas e juros. Procure um gerente especializado e analise as propostas. Veja a possibilidade de negociar prazos de aluguel e demais gastos.

6º Procure ajuda especializada: o Sebrae, governo e demais instituições de apoio ao microempreendedor estão mobilizados para atender os casos específicos. Procure ajuda, informação e soluções com fontes oficiais.

Fonte: Agência Sebrae
Últimas Noticias
Câmara cria projetos de Refis do coronavírus

Enquanto o ministro Paulo Guedes (Economia) acena com o refinanciamento de impostos por causa da crise do coronavírus, a Câmara já se movimenta para definir regras do programa a ser criado.

Conforme mostrou a Folha no domingo (...

Brasil fecha 1,1 milhão de vagas com carteira assinada

Impactado pela crise do novo coronavírus, o mercado de trabalho brasileiro perdeu 1,1 milhão de empregados com carteira assinada entre março e abril deste ano.

O efeito da Covid-19 no emprego começou em março, ma...

Câmara inclui empresas do Simples na Lei do Contribuinte Legal

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (27) projeto de lei que inclui as empresas do Simples em nova modalidade de negociação de dívida tributária com a Fazenda e que prorroga o prazo para adesão ao sistem...