NOTÍCIAS

ACIP


Pesquisa aponta alta de 9% no gasto médio para Dia das Crianças

ÚLTIMAS

NOTÍCIAS

O tíquete médio dos presentes para o Dia das Crianças será 9,4% superior em 2018 em relação a 2017, no Estado, de acordo com a sondagem feita pela Fecomércio-PR (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná). No mesmo levantamento feito há um ano, o valor era de R$ 79,53 e passou a R$ 87, puxado pela maior confiança do consumidor e pela disposição em mimar um número maior de pequenos neste ano. 

Mesmo com eventuais inseguranças relativas às eleições no País e à retomada da economia, o índice de paranaenses que pretende presentear a garotada passou de 57,6% em 2017 para 63,1% em 2018, conforme a pesquisa. O resultado é maior também em relação a 2016, quando ficou em 62,0%. 

A escolha será feita pelo adulto em 78,6% dos casos e não serão apenas pais a dar algo às crianças. Tios, padrinhos, amigos ou pessoas que pretendem realizar uma ação social com crianças pobres também declararam interesse. 

A coordenadora de Pesquisas da Fecomércio-PR, Priscila Andrade, afirma que todas as datas comemorativas foram melhores para o setor neste ano, tanto nas sondagens de intenção de consumo quanto no desempenho de vendas. Ela cita que a greve dos caminhoneiros atrapalhou um pouco o resultado no acumulado desde janeiro, por perdas nos meses de maio e junho, quando houve o Dia dos Namorados. "Começamos 2018 com uma alta de 6,54% ante o mesmo período de 2017 e estamos com 4,39%. A boa notícia é que as pessoas vão gastar mais e não será só para os filhos, mas para sobrinhos e amigos." 

O consultor econômico da ACIL (Associação Comercial e Industrial de Londrina), Marcos Rambalducci, afirma que também na cidade há perspectiva de aumento das vendas e do tíquete médio, em valor próximo ao indicado pela sondagem da Fecomércio-PR. "Estamos trabalhando com uma estimativa de venda de alta de 7% nas vendas sobre o ano passado, baseada na sensibilidade dos comerciantes e pela melhora no humor dos consumidores." 

O economista lembra que Londrina contou com abertura de vagas no mês passado, em serviços e comércio, além do saldo de vagas na indústria da região também ter ficado positivo. "A expectativa para o fim de ano é de mais postos temporários do que em 2017, o que gera uma expectativa positiva para comerciantes e consumidores", cita Rambalducci. 
 
Vários segmentos

Brinquedos continuam a ser os preferidos para 66,1% dos consumidores. Nesta sondagem, a Fecomércio-PR resolveu apurar a preferência por tipo de item no segmento, com divisão de 33,9% para jogos educativos, 21,2% para bonecas ou bonecos de personagens e 11,0% para outros divertimentos. 

Na sequência aparecem calçados e roupas (40,4%), eletrônicos como tablets, celulares e videogames (13,8%), livros (9,0%). Outros 3,5% darão dinheiro para a criança escolher e 0,5% darão cosméticos, que têm ganhado espaço entre o público infantil. 

No entanto, são mesmo os eletrônicos que registram aumento significativo na preferência para a data. A coordenadora de Pesquisas da Fecomércio-PR afirma que 8,0% declararam que comprariam esse tipo de produto para dar a uma criança em 2017, índice que quase dobrou, para 13,8% neste ano. Tratam-se de itens com valor médio maior também.

Fonte: Folha de Londrina
Últimas Noticias
Receita vai premiar empresas boas pagadoras de impostos

A Receita Federal implementará um programa para premiar empresas que são boas pagadoras de impostos, dando prioridade a suas restituições, crédito tributário e atendimento.

Em nota divulgada nesta quinta-f...

63% trabalham com celular fora da empresa

Pelo menos seis em cada dez brasileiros costumam utilizar smartphones para fins profissionais mesmo fora do horário de trabalho. Por outro lado, mais de 70% resolvem questões pessoais através do aparelho durante o expediente.

...

Entenda como fazer uma boa gestão financeira na empresa

O setor financeiro de uma empresa requer muita atenção. É ele quem gere os recursos disponíveis, alocando e distribuindo para os demais setores. Uma gestão financeira eficiente é necessária para a sustenta&cc...